sexta-feira, 20 de março de 2020

Palavra do dia: EQUILÍBRIO!



“O principal objetivo da terapia psicológica, não é transportar o paciente para um impossível estado de felicidade, mas sim ajudá-lo a adquirir firmeza e paciência diante do sofrimento. A vida acontece num equilíbrio entre a alegria e a dor. Quem não se arrisca para além da realidade jamais encontrará a verdade.”
(Carl Gustav Jung)

Estamos imersos em uma crise. Medos podem aflorar diante de um cenário de incertezas em que a vida parece ameaçada. Não se aliene! É preciso ter entendimento da situação. Contudo, não precisa passar o dia todo buscando informações sobre o corona vírus! EQUILÍBRIO é a palavra de hoje.

quinta-feira, 12 de março de 2020

DA SÉRIE FRASES, FOTOS & SENTIDO...




Sim, eu sei... os tempos não estão nada fáceis.

Temos o retorno do sarampo, dólar nas alturas, violência nas cidades, chuva que desce lavando e levando tudo o que vê pela frente... Como se não bastassem tantas agruras e lá vamos nós enfrentar o coronavírus. Sem histeria e sem pânico, por favor! Nem vou me ater a passar orientações acerca dos cuidados necessários e importantes, porque todos nós estamos recebendo enxurradas de informações diariamente.

E desinformação também. O que é lamentável, visto que tem letalidade bem maior do que o vírus.

Mas essa postagem será para falar de resistência. A vida se dá mesmo em ciclos. Isso eu já aprendi. A duras penas, confesso. Ciclos que se alternam: tristeza e alegria, saúde e doença, amor e ódio, união e separação, nascimento e morte. Muitas vezes acontecem todos juntos e, como se diz na gíria: juntos e misturados.

Mas devemos resistir. Acreditar no amanhã. Claro que não é fácil, porque exige força, coragem, entrega e confiança. Exige também amor por si mesmo e pelo outro... E muitas vezes é difícil amar diante de tanta aridez.

Imaginem a força que essa plantinha da foto precisou fazer para nascer entre pedras, o quanto ela precisou acreditar no sol, na chuva, na pouca terra que tinha, o quanto ela precisou confiar que poderia crescer e encantar o dia de alguém... 

Sim, resistir é acreditar profundamente que o sofrimento acabará. Se você estiver sozinho busque  ajuda. 


“O sofrimento só é intolerável quando ninguém cuida.”
(Cicely Saunders)







terça-feira, 28 de janeiro de 2020

Da série: Livros!!!! Leitura!!! Conhecimento! Transformação! Liberdade!


Devo assumir que Jean Paul Sartre foi um primeiro e grande amor... Na verdade, eu já flertava com a Filosofia desde o Ensino Médio. Estávamos ainda respirando os primeiros anos de liberdade, não éramos mais um país vivendo na ditadura. 

O colégio para o qual eu fui transferida tinha aulas de Filosofia. Era impossível não amar!  Mesmo sendo bastante tímida, era a aula que eu me via rodeada de colegas, muitos me pedindo para eu explicar a matéria, ajudar nos trabalhos! Tudo me encantava! Em especial a Filosofia, mas também aquela novidade de deixar a timidez de lado...

Na faculdade de Psicologia houve um aprofundamento dos conhecimentos de Filosofia. E, desde então, Sartre me conquistou: a ideia de que somos prisioneiros da nossa liberdade é sedutora. Somos responsáveis por nossas escolhas. Não podemos nos esquecer da nossa responsabilidade perante o mundo.

Meu desejo com cidadã e Psicóloga é que cada pessoa possa trilhar da melhor maneira possível Os Caminhos da Liberdade...

Por um mundo com muitos livros e repletos de palavras! Sempre!



Le sursis é um romance de 1947, escrito por Jean-Paul Sartre, constituindo a segunda parte da trilogia 
Os Caminhos da Liberdade (Les Chemins de la liberté).
Os acontecimentos nas vidas de diversas pessoas na Europa se entrecruzam, 
enquanto o continente se consome na angústia da inevitabilidade da guerra.
Os personagens de “A Idade da Razão” reaparecem, agora com a certeza de não poder mais sonhar
 com liberdade individual, devido à guerra iminente.

quarta-feira, 22 de janeiro de 2020

Da série: Livros!!!! Leitura!!! Conhecimento! Transformação! Liberdade!

Na semana passada, o tenebroso tema do holocausto ficou em evidência. Foi assustador. Como alguém pode usar como referência em um pronunciamento para a Nação um período tão cruel da História?

Talvez possamos esquecer as questões politico-partidárias, mas não podemos esquecer que apologia ao Nazismo é considerada crime no Brasil.

Como estou dedicando as postagens desse mês à importância da leitura, apresento um trecho do livro Baú de Lágrimas:

"Estou determinada a colocar tudo no papel para aqueles que não sabem ou se recusam a acreditar na verdadeira história do que aconteceu. Não sobraram muitos de nós que conheceram esses tempos horríveis, e devemos passar o conhecimento para aqueles que devem saber da verdadeira história de todos os horrores. Se silenciarmos e não falarmos agora do que aconteceu antes, poderia certamente voltar a acontecer."

Difícil escrever algo mais... Reverbera uma dor no peito difícil de traduzir nesse momento...




Baú de lágrimas: o diário secreto do holocausto é um impressionante testemunho narrado por Nonna Bannister, uma mulher russo-americana que viu e sobreviveu a indescritíveis atrocidades quando era jovem. Por meio século, manteve sua história em segredo, enquanto levava uma vida normal e tranquila. Ela trancou todas as suas fotos, documentos, diários e as sombrias lembranças da Segunda Guerra Mundial em um baú. Mas, no final de sua vida, Nonna destrancou esse baú: primeiro para si mesma; em seguida, para seu marido, e depois para o resto do mundo.A história de Nonna é de sofrimento, tortura e morte, mas também de inacreditáveis atos de generosidade, que demonstram o último triunfo da fé e do amor sobre o desespero e as crueldades. Baú de lágrimas reproduz uma tragédia, mas incorpora elementos de perdão, coragem e esperança.

terça-feira, 14 de janeiro de 2020

Da série: Livros!!!! Leitura!!! Conhecimento! Transformação! Liberdade!



A leitura revolucionou minha vida. Foi minha mãe quem me falou sobre a importância de gostar de ler. Na verdade, ela me falou da necessidade dos livros para o enriquecimento da alma: rir, chorar, desejar, amar, odiar, sonhar é uma maneira de entrar em contato com as próprias emoções e praticar o autoconhecimento. Creio que não seja mera coincidência que Livros e Leitura tenham a mesma inicial de LIBERDADE!!!!

Por um ano repleto de livros, com muitas palavras. 

FELIZ 2020!!!! 


Fascinante história de uma africana idosa, cega e à beira da morte, que viaja da África para o Brasil em busca do filho perdido há décadas. Ao longo da travessia, ela vai contando sua vida, marcada por mortes, estupros, violência e escravidão. Inserido em um contexto histórico importante na formação do povo brasileiro e narrado de uma maneira original e pungente, na qual os fatos históricos estão imersos no cotidiano e na vida dos personagens. Um Defeito de Cor, de Ana Maria Gonçalves, é um belo romance histórico, de leitura voraz, que prende a atenção do leitor da primeira à última página. Uma saga brasileira que poderia ser comparada ao clássico norte-americano sobre a escravidão, Raízes.


quarta-feira, 16 de outubro de 2019

Outubro Rosa - Cuide-se bem...


Câncer de mama: vamos falar sobre isso?


Em 2019, a campanha do INCA no Outubro Rosa tem como focos principais a prevenção primária (ações para reduzir os fatores de risco) e a detecção precoce. O objetivo é fortalecer as recomendações do Ministério da Saúde para o rastreamento e o diagnóstico precoce do câncer de mama. A cartilha, já em sua quinta edição, foi um dos materiais produzidos para a campanha.

Acesse a cartilha produzida pelo INCA clicando na frase abaixo:


segunda-feira, 30 de setembro de 2019

Parceria Drogaria Galanti


Setembro Amarelo: Precisamos falar sobre suicídio.


Não é um tema fácil, está cercado de preconceitos, é um Tabu na sociedade. Mas é preciso falar. Aquele que sofre deve ter espaço para dar voz a sua angustia. Quem pensa em suicídio muito provavelmente pensa em matar apenas a dor... Essas pessoas precisam de acolhimento sem julgamento.
#politicaspublicasdesaudemental #psicologia #prevencao #cuidado #acolhimento